DEBAQI

Fatores para a promoção do diálogo e comportamentos saudáveis em comunidades escolares online

DSAIPA/DS/0102/2019

O crescente ecossistema da informação online cria oportunidades sem precedentes para a democratização do conhecimento. Por exemplo, através da participação em conversas online, podemos descobrir e avaliar possíveis fatos, assim como as nossas crenças, à luz de argumentos e evidências. O fenómeno oposto também existe, e atualmente prevalece. Algumas vulnerabilidades humanas e socioculturais têm criado o contexto para a emergência do que conhecemos como a era da pós-verdade, na qual muitas pessoas optam por acreditar em ideias falsas, mesmo quando apresentadas com evidências. Isto tem amplificado fenómenos coletivos, como os discursos de ódio, disseminação de notícias falsas e discriminação. Estes fenómenos influenciam a tomada de decisão, tanto ao nível individual como no coletivo. Um dos primeiros lugares em que devemos estudar a formação destas dinâmicas de conversa social é na escola. Uma das metas para o desenvolvimento sustentável das Nações Unidas para 2030 é a melhoria substancial da educação para a qualidade, inclusão, igualdade e aprendizagem ao longo da vida. O projeto Debaqi tem como objetivo o uso de dados obtidos em conversas sociais na escola para identificar os fatores (potencialmente) causais que determinam a sua saúde e qualidade. Estes fatores poderão ser usados para o desenho de intervenções educativas. O objetivo destas intervenções é que os jovens consigam avaliar os diálogos nos quais participam por si próprios, aumentar a valorização da argumentação como parte importante de um diálogo saudável, assim como da inclusão e pluralidade através de dar espaço a ideias diferentes, evitando assim a tendência atual à polarização. Debaqi tem como base o uso de técnicas de Ciência dos Dados e Inteligência Artificial, assim como a consideração rigorosa de aspetos relativos à privacidade, proteção de dados e aspetos éticos, tanto no desenho de algoritmos analíticos, como nas recomendações de fatores a considerar em intervenções educativas.

Instituições envolvidas: CICANT, Universidade Lusófona, Instituto Gulbenkian de Ciência, Inesc-ID Instituto Superior Técnico, University College London (UCL) e Ministério de Educação de Portugal.

Investigador Responsável: Manuel Marques-Pita

Support and Partners

Universidade Lusófona
Universidade Lusófona do Porto
ECATI
FCAATI
FCT
FNAC

Institutional Membership

ECREA
CILECT
SOPCOM
ELIA

Get in touch:

Campo Grande, 376, 1749 - 024 Lisboa | Phone: 217 515 500 | Fax: 21 757 7006